Laboratório

apresentação:

 

Criado em 1990 no Conservatoire National des Arts et Metiers, por Christophe DEJOURS, o Laboratoire de Psychologie du Travail, assume, a partir do ano 2000, o nome de Laboratoire de Psychologie du Travail et de l´Action. A mudança de denominação corresponde a uma etapa na concepção do trabalho, que se desprendeu progressivamente das investigações clínicas e dos progressos teóricos. Estes últimos são essencialmente resultado do debate interno do Laboratório, mas são também marcados pelas controvérsias ininterruptas com outras disciplinas, sobretudo com a sociologia, a filosofia, a psicanálise, a ergonomia, a medicina do trabalho e a psiquiatria.

Inicialmente, as pesquisas apoiavam-se nas agressões à saúde mental ocasionadas pelas situações de trabalho. Num segundo tempo, elas se estenderam para a análise de condições propicias à inscrição do trabalho na construção da saúde e da normalidade. Num terceiro tempo, o conhecimento adquirido sobre a analise das relações entre subjetividade e atividade contribuíram para a renovação do debate teórico sobre as concepções de trabalho e da organização do trabalho, assim como sobre o "fator humano" na segurança, , na qualidade e na cooperação. Através de seus métodos e suas bases epistemológicas, a Psychologie du Travail et de l´Action não depende das ciências aplicadas (onde os conhecimentos teóricos sobre o homem, o trabalho e a sociedade, seriam primeiramente produzidos em laboratórios e em seguida utilizados ou adaptados em situações concretas de intervenção). A pesquisa parte do trabalho de campo e da clínica, para levantar as questões conceituais tratadas insuficientemente (ou não tratadas) pelas teorias de referencia nas ciências do trabalho.

Se a separação entre o trabalho e a ação é analiticamente justificada e admitida pela tradição filosófica, assim como na sociológica, ela deve ser recolocada em discussão para dar conta das situações de trabalho comuns. Trabalhar, não é somente produzir, é também viver junto; é eventualmente cooperar, dois registros que mobilizam as categorias teóricas da ação. Da natureza das ligações que se tecem pelo trabalho e para o trabalho, depende em grande parte o destino do sofrimento, da inteligência e da subjetividade e conseqüentemente sobre a qualidade do trabalho e sobre a saúde mental. Além disso, estas ligações têm uma incidência sobre a formação e a transformação da sociedade. Sujeito, trabalho e ação são teoricamente e praticamente ligada por articulações para as quais é possível, se propor hoje uma análise científica coerente. Esta última constitui a base teórica da psicologia do trabalho e da ação.

 

 

Os principais temas de pesquisa do laboratório são os seguintes:

 

 

 

As pesquisas de campo:

Elas são iniciadas a partir de demandas endereçadas ao Laboratório por empresas publicas e privadas, as administrações e os serviços públicos, as grandes, pequenas e médias empresas, os CHSCT, os sindicatos, as organizações profissionais, organizações de médicos, dentistas e veterinário. O Laboratório responde as demandas de pesquisa, de estudos e de especialistas. Certas intervenções são feitas em colaboração com as equipes de pesquisa ligadas a outros laboratórios.

 

Colaborações científicas do Laboratório :

O Laboratório mantém relações privilegiadas com diversos laboratórios na França e no exterior:

Centre de Recherche Sens, Ethique, Société (CERSES — UPR 9058 du CNRS, Paris).

Groupe d’Études sur la Division Sociale et Sexuelle du Travail (GEDISST -CNRS, PARIS)

Marché du Travail et Genre (MAGE/IRESCO — GDR 1176 — CNRS)

Analyse pluridisciplinaire des situations de travail (Université d’Aix en Provence).

Laboratoire d’ergonomie et neurosciences du travail (CNAM, Paris)

Laboratoire d’ergonomie (EPHE, Paris)

CREAPT (Paris).

Université Laval à Québec (Canada).

Université de Montréal (Canada).

Faculdade de Medicina de São Paulo (Brasil)

 

Revista :

O Laboratório publica a revista: " Travailler " (Revue internationale de psychodynamique et de psychopathologie du travail). Martin Média Editeur.